Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Lava Jato: Suíça deteta 345 milhões nos bancos

Investigação já identificou mais de 30 movimentos suspeitos.
Ricardo Ramos 25 de Agosto de 2015 às 09:08
Sede da Petrobras, no Rio de Janeiro
Sede da Petrobras, no Rio de Janeiro FOTO: Sergio Moraes/Reuters
As autoridades suíças identificaram mais de 30 movimentos suspeitos relacionados com o escândalo de corrupção na petrolífera estatal brasileira Petrobras, num total de cerca de 345 milhões de euros.

A revelação foi feita pelo embaixador do Ministério de Relações Exteriores da Suíça, Valentin Zellweger, num encontro com a imprensa estrangeira a propósito dos planos do governo para acelerar o processo de restituição dos fundos ilicitamente depositados nos bancos suíços.

Questionado especificamente sobre o caso dos desvios na Petrobras, o embaixador garantiu que a investigação suíça, iniciada em abril de 2014, tem sido "transparente" e comunicou rapidamente à justiça brasileira os valores envolvidos, cerca de 345 milhões de euros. Zellweger adiantou ainda que foram identificados até ao momento "mais de 30 relações de negócios com mais de 30 bancos".
Petrobras Valentin Zellweger crime económico Lava Jato corrupção Brasil Suíça
Ver comentários