Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

"Maior manifestação de décadas" pressiona Presidente Venezuelano

Um milhão de pessoas nas ruas contra Nicolás Maduro.
2 de Setembro de 2016 às 07:45
Manifestação de venezuelanos no Peru, junto à embaixada
Manifestação de venezuelanos no Peru, junto à embaixada FOTO: Reuters
Opositores ao Presidente venezuelano Nicolás Maduro dizem ter mobilizado um milhão de manifestantes na quinta-feira, para o maior protesto em décadas, prometendo ações semanais para exigir o referendo revogatório do mandato de Maduro.

A polícia destacou centenas de agentes para separar os manifestantes, indignados com a falta de alimentos e medicamentos, dos apoiantes de Maduro, que prometeram defender a sua "revolução socialista".

O líder da Mesa de Unidade Democrática, da oposição, Jesus Torrealba disse à agência AFP que se tratou da "maior manifestação das últimas décadas", com "950 mil a um milhão de pessoas".

As manifestações geraram receios de violência no país, onde em 2014 protestos contra o Governo levaram a confrontos com a polícia que causaram 43 mortos.

Os manifestantes vestiram-se de branco e marcharam gritando "A Venezuela está com fome" e "Este Governo vai cair".

No final da manifestação Torrealba anunciou novas medidas para exigir a realização do referendo revogatório do mandato presidencial de Nicolás Maduro, que incluem a ocupação de todas as cidades do país.

"Hoje é o início da etapa definitiva desta luta. Esta marcha que hoje se mobilizou irá, na quarta-feira 07 de setembro até ao Conselho Nacional Eleitoral (CNE) exigindo que nos digam quais são as condições para recolher 20% das assinaturas (dos eleitores)", disse.

Torrealba anunciou ainda que depois da marcha até ao CNE, a oposição realizará, a 14 de setembro uma "tomada" de todas as cidades da Venezuela, durante 12 horas e duas semanas mais tarde uma "tomada" do país por 24 horas.
Nicolás Maduro Jesus Torrealba Venezuela CNE Conselho Nacional Eleitoral política manifestação
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)