Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Abatidos chefes da Al-Qaeda

O chefe das operações da Al-Qaeda no Paquistão e o seu adjunto foram mortos “durante a semana passada” num ataque com mísseis lançado pela Agência de Informação norte-americana (CIA), revelou um responsável norte-americano da luta anti-terrorista que pediu o anonimato, citado pelo jornal 'The Washington Post'.

9 de Janeiro de 2009 às 09:58

Osama al-Kini, considerado chefe das operações da Al-Qaeda no Paquistão, e o seu adjunto, Sheikh Ahmed Salim Swedan, estavam implicados numa série de atentados suicidas cometidos no Paquistão nos últimos meses, incluindo um ocorrido em Setembro num hotel de Islamabad, que causou 53 mortos. Al-Kini, cujo verdadeiro nome era Fahid Mohammed Ally Msalam, era também apontado como um dos cérebros dos ataques de 1998 contra as embaixadas dos EUA no Quénia e na Tanzânia.

 

“Morreram a preparar novos actos de terror”, afirmou a fonte norte-americana, citada pelo 'Washington Post'. Responsáveis dos serviços de segurança paquistaneses indicaram que um avião telecomandado de origem norte-americana disparou três mísseis contra Karikot, no Waziristão do Sul, no passado dia 1 de Janeiro, que matou cinco pessoas.

 

 

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)