Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

ABUSOS SEXUAIS NO IRAQUE

O Pentágono tem 90 dias para esclarecer mais de 80 casos de abuso sexual entre militares dos EUA de serviço no Iraque e Koweit. Esta foi a resposta do secretário de Estado, Donald Rumsfeld, a denúncias relativas ao ano de 2003, que incluem situações de sodomia, violação efectiva ou tentada e assédio sexual.
8 de Fevereiro de 2004 às 00:00
Os alegados abusos sexuais entre militares dos EUA voltam à ribalta
Os alegados abusos sexuais entre militares dos EUA voltam à ribalta FOTO: Reuters
Rumsfeld assinou a ordem de investigação na quinta-feira e nela manifestava particular preocupação com mulheres que foram abusadas, mas permanecem ao serviço em unidades onde continuam igualmente os presumíveis abusadores.
"Ordeno a reavaliação da forma do departamento lidar com as vítimas de abuso sexual, com particular atenção a quaisquer questões que possam advir das circunstâncias específicas de um teatro de guerra", pode ler-se no documento assinado pelo secretário da Defesa.
Dos casos denunciados em 2003, 80 aconteceram entre efectivos do Exército, sete na Força Aérea e um nos "marines".
PRESSÃO SOBRE O PENTÁGONO
"Os comandantes de todos os níveis têm o dever de tomar medidas adequadas para prevenir abusos sexuais, proteger as vítimas e punir os responsáveis pelas agressões", afirma ainda Rumsfeld, salientando que às vítimas tem de ser fornecido auxílio "médico e psicológico adequado".
Uma vez que a ordem de Rumsfeld põe em causa políticas de prevenção e remediação das chefias das Forças Armadas, fontes do Pentágono reagiram prontamente afirmando que todos os casos foram já devidamente investigados. Se alguns deles eram verdadeiros e mereceram punição disciplinar aos infractores, muitos revelaram-se infundados.
Esta não é, no entanto, a perspectiva da 'Miles Foundation', organização privada de assistência a vítimas de violência sexual no seio da comunidade militar.
Segundo Christine Hansen, directora da funda-ção, pelo menos 37 mulheres-soldado afirmam ter sido alvo de actos de violência sexual no Iraque e Koweit no ano transacto. Desconhece-se quantos destes casos foram comunicados às chefias militares.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)