Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Abusou de 2 mil meninas

Glyn Martin, um britânico de 53 anos que está a ser julgado por ter alegadamente abusado sexualmente de 2000 adolescentes. É mais um caso de pedofilia que deixou o Reino Unido em choque, tanto mais que ele usava as suas duas filhas para atrair as suas vítimas.
7 de Janeiro de 2005 às 00:00
O pedófilo terá abusado sobretudo de jovens raparigas
O pedófilo terá abusado sobretudo de jovens raparigas FOTO: Marta Vitorino
A polícia britânica não adianta pormenores sobre o caso nem revela as circunstâncias em que o pedófilo foi preso. Segundo o jornal ‘Daily Mail’, Martin, divorciado, atraía as suas vítimas usando as duas filhas, drogava-as com comprimidos que dizia ser vitaminas, abusava delas sexualmente e fotografáva-as.
Numa busca efectuada em sua casa, a polícia encontrou inúmeras provas incriminatórias, nomeadamente 5768 fotografias de 2149 vítimas e investiga se o pedófilo, que já foi director de uma escola, assassinou todas elas. Refira-se que durante o julgamento Martin declarou-se culpado ‘apenas’ de 57 casos de abusos sexuais.
A polícia descobriu ainda notas que o pederasta colocava sobre as vítimas antes de as fotografar. Uma delas dizia: ‘Está morta. Apertei-lhe a garganta. Não durou muito’. Numa outra lia-se: ‘Tem onze anos. Vai morrer esta noite. É uma boa rapariga. Quero que sofra...’. O veredicto poderá saber-se hoje.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)