Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Acusação pede pena de morte para James Holmes

Autor do massacre de Aurora não reagiu à pena pedida pelo procurador em tribunal. Pais deram as mãos e abraçaram-se.
1 de Abril de 2013 às 20:35
O aspeto de James Holmes mudou desde julho do ano passado. Já não tem o cabelo pintado de laranja e deixou crescer a barba
O aspeto de James Holmes mudou desde julho do ano passado. Já não tem o cabelo pintado de laranja e deixou crescer a barba FOTO: Epa

O Ministério Público pediu esta segunda-feira a pena de morte para James Holmes, autor do massacre que em julho do ano passado vitimou 12 pessoas e deixou feridas outras 70 num cinema da cidade norte-americana de Aurora, no Colorado.

"Neste caso, para James Egan Holmes, a justiça é a pena de morte", afirmou o procurador distrital George Brauchler, numa audiência preliminar no tribunal que vai julgar o estudante de Neurocirurgia em agosto deste ano, perante uma assistência em que se contavam cerca de 60 familiares das vítimas do massacre.

Ao ouvir estas palavras, James Holmes, de 25 anos, não esboçou qualquer reação, em linha com o seu comportamento em audiências anteriores. Já os seus pais deram as mãos e abraçaram-se.

Na semana passada, os advogados de defesa tinham revelado que Homes se iria declarar culpado, na tentativa de persuadir a acusação a não pedir a pena de morte e a alcançar um acordo que travasse o julgamento, uma medida permitida no sistema judicial norte-americano.

Essa proposta pode ter sido o último trunfo de Daniel King e Tamara Brady, uma vez que a tese de insanidade mental está quase posta de fora. Ao longo várias audiências, os defensores sublinharam que o estudante desistira do curso de Neurocirurgia da Universidade do Colorado, depois de ter falhado um exame em maio do ano passado, e de ter deixado um programa de acompanhamento psiquiátrico.

A tese de insanidade mental pode assim apenas justificar um recurso legal e atrasar o cumprimento da sentença, uma vez que, em janeiro, peritos descreveram em tribunal que Holmes planeou ao pormenor o ataque, que acabou por ser concretizado na estreia do filme ‘Batman - O Cavaleiro das Trevas'. Os especialistas adiantam que o jovem comprara uma caçadeira, duas pistolas semi-automáticas, cerca de seis mil munições e material para fabricar bombas, apenas dois meses antes do massacre, que ocorreu a 20 de julho.

James Holmes enfrenta um total de 166 acusações, entre as quais 12 de homicídio premeditado. A vítima mortal mais nova tinha seis anos e a mais velha 51, mas a média de idades situa-se entre os 20 e os 30.

james holmes EUA colorado cinema aurora audiência acusação pena de morte batman
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)