Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

“Acusações infundadas”

A Comissão Europeia (CE) contestou, em comunicado, as acusações de gasto de "7,5 milhões em jactos privados" e outros luxos que lhe foram imputadas no início do mês pelo Bureau of Investigative Journalism (BIJ).

11 de Junho de 2011 às 00:30
Gabinete de Durão Barroso rejeita denúncias de ‘despesismo’
Gabinete de Durão Barroso rejeita denúncias de ‘despesismo’ FOTO: Maxim Shipenkov/Epa

Recorde-se que este organismo britânico acusou ainda o presidente da CE, Durão Barroso, de gastar 28 mil euros numa visita de quatro dias a Nova Iorque, em 2009, aquando da cimeira da ONU para as mudanças climáticas.

A CE reitera que os jactos são usados "em circunstâncias excepcionais" e assegura que as despesas respeitam "as regras de boa gestão financeira". Sobre a visita de Barroso, sublinha que os gastos respeitam a "uma delegação de nove pessoas durante quatro noites", como o Correio da Manhã referiu a 3 de Junho. Ou seja, o valor total "corresponde a 36 noites de hotel" mais o aluguer "de espaços de trabalho", algo que, aliás, nada acrescenta ao relatório do BIJ.

COMISSÃO EUROPEIA DURÃO BARROSO BRUXELAS LUXOS
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)