Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Acusações retiradas

O Tribunal de Instrução Criminal do Porto decidiu ontem despronunciar quatro dos vinte membros do gang de Valbom, acusados de vários assaltos a ourivesarias, carjackings e diversas tentativas de homicídio. Os restantes 16 elementos irão ser julgados, facto que revoltou alguns dos arguidos que se agrediram na sala de audiências, perante o juiz de instrução.
16 de Dezembro de 2009 às 00:30
Seis dos 16 arguidos estão actualmente em prisão preventiva
Seis dos 16 arguidos estão actualmente em prisão preventiva FOTO: Sónia Caldas

Apenas seis elementos do grupo – quatro em liberdade e dois em prisão preventiva – requereram a abertura da instrução. No entanto, o tribunal optou por despronunciar os arguidos que estão em liberdade, mantendo a decisão de levar os presos a julgamento. ‘Bianchi’, que baleou um inspector da PJ, também vai ser julgado. No essencial a acusação, deduzida em Setembro pelo Ministério Público, manteve-se. O gang deixou apenas de estar acusado do crime de associação criminosa.

Durante o debate não houve alteração das medidas de coacção: os seis detidos continuam em preventiva. Os arguidos estiveram durante mais de duas horas no tribunal, mas só os advogados puderam falar.

À saída, Fátima Castro advogada de um dos membros despronunciados mostrou a sua satisfação. "Correu muito bem, não havia indícios contra o meu cliente", disse.

Ver comentários