Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Adiado para junho processo contra Teodorin Obiang

Advogado tinha pedido o adiamento do processo porque precisava de mais tempo para preparar a defesa.
Lusa 4 de Janeiro de 2017 às 08:59
O filho do presidente da Guiné Equatorial, Teodorin Obiang
O filho do presidente da Guiné Equatorial, Teodorin Obiang FOTO: Getty Images
O tribunal correcional de Paris aceitou esta quarta-feira adiar o processo de Teodorin Obiang, filho do presidente da Guiné Equatorial e vice-presidente do país, acusado de ter construído fraudulentamente em França um património considerável.

As futuras datas de audiência estiveram em discussão durante a manhã e a juíza presidente propôs que o primeiro processo sobre o caso dos "ganhos ilícitos" comece a 19 de junho.

O advogado de Teodorin Obiang tinha pedido o adiamento do processo, alegando que a defesa precisava de mais tempo para preparar a defesa.

Antigo ministro da Agricultura e Florestas, promovido em finais de junho vice-presidente da Guiné Equatorial, Teodorin Obiang, de 47 anos, está a ser julgado por abuso de bens sociais, desvio de dinheiros públicos, abuso de confiança e corrupção.

Previsto decorrer até 12 de janeiro, este é o primeiro julgamento francês sobre "ganhos ilícitos", caso que visa as condições de aquisição de património significativo em França por parte de vários líderes africanos.

Teodorin Obiang é acusado de ter reunido em França um património considerável, financiado em parte por dinheiro de corrupção e do desvio de fundos públicos no seu país, onde mais de metade dos habitantes vive abaixo do limiar da pobreza.

A Guiné Equatorial integra a Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.
Paris Teodorin Obiang presidente da Guiné Equatorial França Guiné Equatorial política
Ver comentários