Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

ADN em guardanapo resolve crime com 26 anos

Jerry Westrom foi acusado de homicídio em segundo grau, datado de 1993.
19 de Fevereiro de 2019 às 14:47
Jerry Westrom, um empresário oriundo do Minnesota, nos Estados Unidos, responsabilizado por um crime datado de 1993.
FBI xxx
Jerry Westrom, um empresário oriundo do Minnesota, nos Estados Unidos, responsabilizado por um crime datado de 1993.
FBI xxx
Jerry Westrom, um empresário oriundo do Minnesota, nos Estados Unidos, responsabilizado por um crime datado de 1993.
FBI xxx
Jerry Westrom, um empresário oriundo do Minnesota, nos Estados Unidos, foi responsabilizado por um crime de homicídio em segundo grau datado de 1993. O empresário pagou uma fiança de cerca de 440 mil euros, na passada sexta-feira, e foi libertado.

Jerry Westrom foi acusado do homicídio de Jeanne Childs, de 35 anos, em Minneapolis, no ano de 1993. O corpo da vítima foi encontrado num apartamento, numa zona conhecida pela prostituição.

As investigações sofreram um ligeiro avanço em 2018, quando as amostras recolhidas no local do crime foram inseridas num site de genealogia. Jerry Westrom ou um parente próximo terão enviado ADN para o site para obter informações sobre a família e foi aí que as autoridades começaram a acompanhar o suspeito.

Os ADN's correspondiam e a polícia começou a seguir Westrom. Num jogo de hóquei a que o suspeito foi, as autoridades conseguiram apanhar um guardanapo utilizado pelo homem.

O ADN no guardanapo foi posteriormente combinado com o das provas do crime e acabou por corresponder com aquele que tinha sido encontrado numa toalha, no local do homicídio.

Westrom negou qualquer envolvimento no homicídio mas acabou condenado. O advogado afirmou que o seu cliente foi acusado prematuramente.

Jerry Westrom é casado e tem dois filhos, é proprietário de várias empresas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)