Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Advogado do pastor Nadarkhani espera veredicto a partir de sábado

O advogado do pastor iraniano Youssef Nadarkhani, que poderá ser condenado à morte por renegar o islamismo, declarou nesta quinta-feira esperar um veredicto a partir do próximo sábado do tribunal de Rasht, no norte do Irão.

6 de Outubro de 2011 às 15:51
No Irão quem renegar a fé islâmica arrisca-se a ser condenado à pena de morte
No Irão quem renegar a fé islâmica arrisca-se a ser condenado à pena de morte FOTO: Agência

O chefe da justiça da província de Ghilan, onde o pastor está a ser julgado, desmentiu um veredicto de pena capital contra Youssef Nadarkhani por conversão, segundo dados divulgados pela cadeia de televisão iraniana em língua inglesa ‘Press-TV’.

“Nenhum veredicto de pena de morte foi pronunciado. Após um exame do dossier, o tribunal vai decidir Youssef Nadarkhani cometeu um delito e por isso está preso”, referiu Javad Heshmati, sem revelar pormenores sobre a natureza do delito.    

Nadarkhani, de 32 anos, muçulmano convertido ao cristianismo aos 19 anos e que se tornou pastor de uma pequena comunidade evangélica baptizada “Igreja do Irão”, foi detido em Outubro de 2009 e condenado à morte em Setembro de 2010 por renegar a fé pela “charia” (lei islâmica) que se encontra em vigor no Irão.

O Supremo Tribunal anulou o veredicto no início de Julho e remeteu o caso para o tribunal de Rasht, localidade de origem do pastor, pedindo ao acusado para se “arrepender”.   

Irão condenação pastor renegação islamismo pena de morte
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)