Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Afogados a tentar entrar em Ceuta

Centenas de imigrantes subsaarianos quiseram forçar a entrada no enclave espanhol em Marrocos. Polícia acusada de usar balas de borracha.
7 de Fevereiro de 2014 às 14:11
Oito imigrantes morreram a tentar atravessar a fronteira de Ceuta
Oito imigrantes morreram a tentar atravessar a fronteira de Ceuta

Pelo menos oito imigrantes ilegais morreram ontem afogados ao tentar entrar a nado no enclave espanhol de Ceuta, no norte de Marrocos, durante um assalto maciço à fronteira, no mesmo dia em que a Guarda Costeira italiana resgatou mais de mil imigrantes clandestinos em nove frágeis embarcações ao largo da Sicília.

Segundo as autoridades espanholas, mais de 400 imigrantes ilegais, na sua maioria subsaarianos, lançaram às primeiras horas da manhã um assalto em massa à fronteira na zona de Tarajal. Avisada pelos sistemas remotos de deteção, a polícia espanhola montou um cordão de segurança na fronteira e alertou a sua congénere marroquina, que imediatamente deu ‘caça’ aos ilegais.

Pressionados em duas frentes, os imigrantes dividiram-se e, enquanto um grupo tentou saltar a vedação, outro dirigiu-se para a praia e atirou-se à água, numa tentativa de contornar a nado o espigão que protege a entrada do enclave. Foi nessa altura que, segundo relatos recolhidos por umas ONG do lado marroquino, a polícia espanhola terá disparado balas de borracha e lançado gás lacrimogéneo para repelir os imigrantes, fazendo com que alguns se afogassem.

A Guarda Costeira marroquina recolheu os corpos do mar de pelo menos oito imigrantes – sete homens e uma mulher – mas não estava afastada a possibilidade de haver mais vítimas. A polícia espanhola confirmou o uso de "medidas antidistúrbios", mas justificou a decisão com a "atitude agressiva" dos imigrantes, que lançaram pedras e outros objetos durante o assalto à fronteira.

espanha ceuta imigração ilegal afogados
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)