Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Polícia que prendeu filho de 'El Chapo' assassinado com 155 tiros

Agente foi baleado no parque de estacionamento de um centro comercial, em Culiacan.
Correio da Manhã 9 de Novembro de 2019 às 14:07
Polícia que prendeu filho de 'El Chapo' morto a tiro
Polícia que prendeu filho de 'El Chapo' morto a tiro
Polícia que prendeu filho de 'El Chapo' morto a tiro
Polícia México
Polícia que prendeu filho de 'El Chapo' morto a tiro
Polícia que prendeu filho de 'El Chapo' morto a tiro
Polícia que prendeu filho de 'El Chapo' morto a tiro
Polícia México
Polícia que prendeu filho de 'El Chapo' morto a tiro
Polícia que prendeu filho de 'El Chapo' morto a tiro
Polícia que prendeu filho de 'El Chapo' morto a tiro
Polícia México
O agente da polícia que prendeu o filho de 'El Chapo' foi morto com 155 tiros num parque de estacionamento de um centro comercial na cidade de Culiacan, no México.

A informação está a ser avançada pelo jornal britânico The Sun, que 
partilhou um vídeo do momento captado por câmaras de videovigilância - e que pode ferir a suscetibilidade dos leitores mais sensíveis -, os autores do crime dispararam mais de 150 tiros contra o carro onde se encontrava Eduardo, de 32 anos.

No vídeo é possível ver um carro vermelho a seguir um carro branco até ao parque de estacionamento. No momento em que os carros param, dois homens armados saem de dentro de um dos veículos e disparam indiscriminadamente contra o polícia.

A sua identidade foi confirmada pelas autoridades locais, que manifestaram com pesar a morte do agente.

Recorde-se que Ovidio Guzman, de 28 anos, acusado de tráfico de droga nos Estados Unidos, foi detido no interior de uma casa em Culiacán, a mais de 600 quilómetros da capital Cidade do México. A operação da Guarda Nacional originou uma forte resposta dos cartéis locais, com tiroteios entre autoridades e narcotraficantes.

Horas depois da sua detenção, o filho de El Chapo foi libertado pelas forças de segurança, com o ministro da Defesa mexicano, Alfonso Durazo, a explicar que a decisão servia "para evitar mais violência na área e preservar as vidas" e "recuperar a calma na cidade".

El Chapo Culiacan México crime lei e justiça crime
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)