Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Agrava-se estado de saúde de pelé

Pelé anunciou, no Twitter, melhorias físicas mas horas depois o estado de saúde da lenda do futebol mundial agravou-se.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 28 de Novembro de 2014 às 11:27
FOTO: EPA

O quadro de saúde de Pelé agravou-se no final da noite de quinta-feira e na madrugada desta sexta, de acordo com fontes do Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo. 

As informações foram avançadas às 3h44 da madrugada de sexta, hora local (5h44 em Portugal) por uma equipa médica do hospital onde o antigo futebolista está internado desde segunda-feira.


"Infelizmente, as notícias não são as melhores. O quadro de saúde de Pelé é considerado neste momento no mínimo delicado. Há um quadro de gravidade" explicou a repórter Joana de Assis, do canal televisivo Sportv, que deu a notícia. "Pelé foi internado na segunda-feira com um quadro de infecção urinária, que entretanto se agravou. A resposta aos antibióticos não foi a adequada, segundo os médicos".


A notícia apanhou todos de surpresa, pois horas antes o próprio hospital emitiu um boletim médico no qual, apesar de reconhecer que Pelé ainda precisava de cuidados especiais, acrescentou que o antigo atleta, de 74 anos, tinha melhorado. O próprio Pelé escreveu na sua conta do Twitter, já depois de ter sido transferido para os Cuidados Intensivos, que só tinha ido para lá para ter mais privacidade e, completou, poder "prosseguir o tratamento em paz".


Pelé, que é normalmente referido como o melhor jogador de todos os tempos, tem sido submetido a hemodiálise, procedimento bastante invasivo de filtragem do sangue, além de estar a ser tratado com fortes antibióticos, para se tentar combater a bactéria que entrou no sangue e o contaminou com as toxinas que libera. Segundo médicos do hospital, que preferiram ficar anónimos, o maior temor é que possa ocorrer uma infecção generalizada, por isso a resposta que o organismo de Pelé der nas próximas 48 horas será decisiva.


Pelé foi internado naquele mesmo hospital dia 12, depois de, pouco antes de participar numa cerimónia na cidade de Santos, onde vive, se ter sentido mal. Os médicos descobriram que a lenda do futebol brasileiro tinha cálculos renais, vesicais e ureterais e operaram-no para a extração desses cálculos. Teve alta dois dias depois mas voltou ao hospital no início desta semana para novos exames, quando a infeção abdominal foi detetada e Pelé acabou por ter de ficar internado.

Pelé Hospital Israelita Albert Einstein São Paulo Cuidados Intensivos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)