Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

AL-QAEDA REIVINDICA ATENTADO DE BALI

A rede terrorista al-Qaeda reivindicou ontem, em comunicado difundido na Internet, a autoria do atentado de Bali, que causou mais de 190 mortos, afirmando ter atacado “clubes nocturnos e prostíbulos”. A reivindicação foi conhecida no mesmo dia em que o proprietário da carrinha usada no ataque confessou à Polícia indonésia ter ajudado a preparar o ataque.
8 de Novembro de 2002 às 00:20
No comunicado, difundido num ‘site’ islamista na Internet, a organização terrorista liderada por Osama bin Laden refere-se ao atentado contra “clubes nocturnos e prostíbulos” em Bali como prova de que tem capacidade para lançar ataques em qualquer parte do Mundo, incluindo países árabes ou muçulmanos que dão apoio à “aliança entre os cruzados e os judeus”. O comunicado reivindica ainda a autoria dos ataques contra “marines” americanos no Koweit e contra um navio francês ao largo do Iémen.

As autoridades indonésias revelaram, entretanto, que o proprietário da carrinha usada no atentado de Bali confessou à Polícia ter ajudado a preparar o atentado do passado dia 12 de Outubro e revelou “informações importantes” que poderão conduzir à captura de outros membros do grupo responsável pelo ataque.

Segundo o chefe da Polícia indonésia, Da’i Bachtiar, o suspeito, identificado apenas como Amrozi, admitiu durante o interrogatório ser o proprietário da carrinha Mitsubishi armadilhada pelos terroristas e estacionada à porta da discoteca Sari Club. Amrozi confessou ainda ter ajudado a preparar o atentado e a fabricar a bomba, adiantando que a acção visava "matar o maior número possível de norte-americanos".

A Polícia chegou até Amrozi através do registo de propriedade da carrinha, tendo o suspeito sido detido na quarta-feira, numa escola islâmica. Esta escola foi visitada várias vezes nos últimos anos por Abu Bakar Bashir, alegado líder espiritual do grupo islamista Jemmah Islamyah, considerado o braço armado da al-Qaeda no Sudeste Asiático.
Ver comentários