Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Albaneses e sérvios boicotam eleições

As eleições legislativas do Kosovo – consideradas cruciais face a uma possível declaração da independência desta província sérvia actualmente sob administração da ONU – decorreram ontem sem incidentes mas com baixa participação da população.
18 de Novembro de 2007 às 00:00
A minoria sérvia respeitou o boicote mas também foram poucos os albaneses que decidiram ir às urnas
A minoria sérvia respeitou o boicote mas também foram poucos os albaneses que decidiram ir às urnas FOTO: Marko Djurica, Reuters
A maioria dos kosovares sérvios, que representam apenas seis por cento da população, respeitou o apelo ao boicote. No enclave sérvio de Gracanica, perto da capital, Pristina, apenas 40 dos cinco mil sérvios com direito a voto foram às urnas. Mas a reduzida afluência às urnas registou-se também entre a maioria da população albanesa, cada vez mais afastada dos partidos políticos face às promessas não cumpridas de estabilidade e crescimento económico. De acordo com dados oficiais, a meio da tarde de ontem tinham votado apenas 24 por cento dos cerca de 1,5 milhões de eleitores inscritos.
Recorde-se que os kosovares são chamados a escolher a composição do Parlamento provincial, que nas próximas semanas declarará provavelmente a independência da controversa província sérvia. De facto, os líderes dos partidos favoritos, incluindo Hashim Thaci, prometem a separação formal da Sérvia. O escrutínio antecede a derradeira etapa negocial entre Belgrado e Pristina sobre o futuro estatuto do Kosovo, sob mediação de uma troika internacional formada por Estados Unidos, União Europeia e Rússia que apresentará a 10 de Dezembro à ONU um relatório sobre os resultados do processo. A Sérvia e a Rússia consideraram sexta-feira “inaceitável” o anúncio feito por dirigentes albaneses do Kosovo de que proclamarão unilateralmente a independência da província no próximo dia10 de Dezembro.
“A Sérvia e a Rússia não aceitarão actos unilaterais que violem a soberania e a integridade territorial da Sérvia como Estado internacionalmente reconhecido”, refere um comunicado sérvio emitido a seguir a uma reunião entre o primeiro-ministro sérvio, Vojislav Kostunica, e o vice-presidente russo, Alexandre Zhuko.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)