Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Alegados terroristas detidos no Paquistão

As autoridades paquistanesas capturaram esta semana, numa casa da cidade de Quetta, no sul do Paquistão, dois membros do grupo terrorista Yaish-e-Mihammad, que opera na região de Caxemira, e um alegado militante da al-Qaeda, o sírio Mustafa Setmarian Nasar, referenciado como tendo estado envolvido nos atentados de 7 de Julho deste ano em Londres, no 11 de Março do ano passado em Madrid e no 11 de Setembro de 2001 nos EUA.
3 de Novembro de 2005 às 12:43
Mustafa Setmarian Nasar
Mustafa Setmarian Nasar FOTO: d.r.
Segundo revelaram hoje as autoridades paquistanesas, a detenção ocorreu na passada segunda-feira após um tiroteio na cidade de Quetta, capital da província de Baluchistão. Durante o combate, um outro membro da al-Qaeda de nacionalidade saudita morreu, tendo sido detidos, juntamente com Mustafa Setmarian Nasar, um afegão e um paquistanês pertencentes ao grupo radical Yaish-e-Mihammad.
Nasar, também conhecido como Abu Musab Suri, o alegado membro da al-Qaeda capturado em Quetta, é apontado como sendo um dos mentores do atentado terrorista contra a rede de transportes ferroviários suburbanos de Madrid, em 11 de Março de 2004, que causou 191 mortos. Há registos de que viveu e trabalhou em Espanha entre 1985 e 1994 e exerceu também a profissão de jornalista na Grã Bretanha, chegando mesmo a colaborar com as cadeias de televisão BBC e CNN.
O alegado mentor dos atentados bombistas de Madrid, que, apesar de ter nascido na Síria, também tem nacionalidade espanhola, utilizava uma identidade britânica falsa desde os acontecimentos trágicos ocorridos na capital espanhola, sendo que os investigadores que seguiram o seu rasto suspeitam que também possa estar implicado nos atentados de 7 de Julho passado em Londres, em que morreram 52 pessoas, e na organização dos ataques perpetrados a 11 de Setembro de 2001 contra as Torres Gémeas do World Trade Center, em Nova Iorque, e o Pentágono, em Washington.
Reagindo a estas informações, que dão conta do envolvimento de Nasar nos atentados acima citados e da sua importância dentro da rede terrorista de Osama bin Laden, o ministro da Informação paquistanês afirmou, em declarações à BBC, que “há muita especulação. Aparentemente o suspeito detido não é nenhum dos principais militantes da al-Qaeda”, referiu.
De acordo com informações recolhidas pelos serviços secretos de vários países, pensa-se que o próprio líder da rede terrorista, considerado o 'inimigo número um' dos EUA, possa estar também escondido na mesma região tribal onde foram capturados os três suspeitos. Todavia, até ao momento, todas as operações para o tentar capturar resultaram infrutíferas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)