Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Daesh reivindica esfaqueamento em Paris que fez um morto

Atacante, de origens russas, também foi abatido pelas autoridades.
12 de Maio de 2018 às 20:54
Esfaqueamento no centro de Paris
Esfaqueamento no centro de Paris
Esfaqueamento no centro de Paris
Esfaqueamento no centro de Paris
Esfaqueamento no centro de Paris
Esfaqueamento no centro de Paris
Uma homem de 29 anos morreu e outras quatro pessoas ficaram feridas num ataque à faca, este sábado, no centro de Paris, em França. Os esfaqueamentos ocorreram um pouco antes das 21 horas locais, menos uma em Portugal Continental. O suspeito, nascido em 1997, já foi abatido pela autoridades. O Daesh reivindicou o ataque.

O ataque ocorreu em pleno centro da capital francesa e o agressor, de nacionalidade francesa com origens na Checénia, na Rússia, gritou "Allah Akbar" ("Alá é grande") ao esfaquear os transeuntes, antes de ser duas vezes baleado por um agente policial. Os pais do suspeito foram detidos para interrogatório policial e de acordo com a imprensa internacional o jovem já estava sinalizado como suspeito de radicalização.

As motivações para os esfaqueamentos - que ocorreram num bairro de bares, restaurantes e teatros muito frequentado ao sábado à noite - ainda não são claras.







As pessoas estão a ser aconselhadas a evitar aquela zona. Testemunhas no local falam em caos e "num homem em com uma faca na rua" enquanto as pessoas gritavam.




O ministro do Interior já reagiu a este ataque. No Twitter, Gérard Collomb saudou o sangue frio das autoridades que neutralizaram o homem.



Marcelo Rebelo de Sousa já enviou uma mensagem de solidariedade após o ataque. "Perante mais um inqualificável ataque aos cidadãos e à democracia francesa, o Presidente da República testemunha ao Presidente de França e a todos os seus compatriotas a sua fraternal solidariedade bem como o firme repúdio de todas as formas de violência e a inquebrantável confiança de que esta, em todas as suas formas, nunca logrará alcançar os seus objetivos", lê-se numa mensagem publicada no "site" da Presidência.
Paris vítimas esfaqueamento
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)