Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Polícia detém sequestrador de Paris e liberta reféns

Homem fechou-se com mulher grávida e outro refém, que ficaram feridos ao lutar com o agressor.
12 de Junho de 2018 às 15:54
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Homem faz reféns em Paris
Polícia intervém em tomada de reféns em Paris
A polícia francesa deteve esta terça-feira um homem que se barricou num escritório com reféns, incluindo uma mulher grávida. Após mais de quatro horas de negociações, a polícia avançou e deteve o homem, libertando os reféns.

O homem estava armado e dizia ter em sua posse engenhos explosivos. o jornal Le Parisien noticia que o suspeito tem 26 anos e é de origem marroquina. Tinha na sua posse uma faca e uma espingarda de assalto, mas foi detido sem oferecer resistência, o que evitou o recurso a armas de fogo pela polícia.

Segundo avança a BFMTV, o assalto policial aconteceu depois de dois reféns terem conseguido escapar, após lutarem com o sequestrador. Trata-se de um homem que foi regado com material combustível e uma mulher grávida. Ambos apresentavam ferimentos após terem enfrentado o sequestrador. O homem dizia ter na sua posse três reféns, mas o canal televisivo diz que apenas dois foram detetados no momento da operação policial.

A mesma fonte avança que o homem se fez passar por distribuidor de refeições ao domicílio para entrar no prédio (embora também possa ser essa a sua profissão) e entrou no espaço da agência de publicidade Mixicom, que trabalha com 'youtubers' franceses, onde se barricou com os reféns.


A imprensa local adianta que o homem pediu para falar com a embaixada iraniana. 

A zona que circunda a rue des Petites Ecuries, no 10º distrito de Paris, está totalmente cercada pela polícia. 


Várias ambulâncias e veículos dos bombeiros foram vistos a dirigir-se para o local. 

As autoridades adiantam poucas informações sobre o caso, mas os jornais franceses citam fontes policias que dizem não haver, para já, suspeitas de que o caso possa estar relacionado com um ataque terrorista.






Em atualização
Paris Le Parisien Petites Ecuries crime lei e justiça crime rapto
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)