Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Ali, o Químico enforcado em Bagdad

Ali Hassan al-Majid, primo de Saddam Hussein e uma das figuras mais odiadas do antigo regime iraquiano, foi ontem executado em Bagdad por crimes contra a humanidade.
26 de Janeiro de 2010 às 00:30
Ali Hassan al-Majid
Ali Hassan al-Majid FOTO: REUTERS

Al-Majid, mais conhecido como ‘Ali, o Químico’ por ter ordenado o uso de armas químicas contra a minoria curda nos anos 80, matando milhares de pessoas, foi morto por enforcamento numa cadeia da capital iraquiana. Tinha sido condenado a quatro penas capitais, a última das quais na semana passada.

Horas antes da sua execução, três viaturas armadilhadas explodiram junto a outros tantos hotéis de Bagdad, num ataque coordenado que fez pelo menos 36 mortos e mais de 70 feridos. Foi o maior ataque na capital desde 8 de Dezembro, quando mais de uma centena de pessoas morreram numa série de ataques à bomba.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)