Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Amazónia perde área recorde desde 2008

Desflorestação aumentou quase 30 por cento no último ano.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 19 de Novembro de 2019 às 09:53
Floresta amazónica perdeu 10 mil quilómetros quadrados num ano
Floresta amazónica perdeu 10 mil quilómetros quadrados num ano FOTO: Reuters
A Amazónia sofreu um aumento recorde da desflorestação no último ano, tendo perdido quase 10 mil quilómetros quadrados de floresta, a maior área perdida num só ano desde 2008. Os dados, revelados esta segunda-feira pelo INPE (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), não incluem as áreas destruídas pelos incêndios de agosto e setembro.

O ministro do Ambiente, Ricardo Salles, que há alguns meses acusou o INPE de divulgar relatórios negativos para prejudicar o governo de Jair Bolsonaro, desta fez reconheceu os números, que atribuiu ao avanço da atividade mineira e madeireira, na maior parte ilegal, e à ocupação de terras para fins agrícolas, mas congratulou-se por os dados divulgados não terem chegado perto das estimativas dos ambientalistas.

"Os dados estão longe do que queríamos, mas também estão longe dos números de três casas decimais que tinham sido anunciados. Precisamos de alternativas de economia sustentável para a região", afirmou Salles, anunciando que já esta quarta-feira se vai reunir com técnicos e governadores da região amazónica para definir estratégias de combate à desflorestação e à exploração ilegal da Amazónia, que poderão passar pela ampliação da monitoração por satélite e até pela mobilização das Forças Armadas para inibirem o avanço das atividades ilícitas.
INPE Amazónia Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais Ricardo Salles ambiente
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)