Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

América promete deixar de espiar aliados

Obama garantiu a Paris que vai acabar com estas práticas.
24 de Junho de 2015 às 18:06
O presidente Barack Obama
O presidente Barack Obama FOTO: Jorge Paula
O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, garantiu esta quarta-feira ao seu homólogo francês, François Hollande, que a espionagem a países aliados tinha terminado, classificando-as como "práticas inaceitáveis", informou a Presidência francesa.

O telefonema de Obama a Hollande surge no mesmo dia em que foi noticiado que agências governamentais norte-americanas tinham espiado líderes franceses. "O Presidente Obama reiterou sem ambiguidades o seu firme compromisso... de parar estas práticas que tiveram lugar no passado e que são inaceitáveis entre aliados", informou a Presidência francesa em comunicado.

Um alto responsável do serviço de informações francês vai deslocar-se "nos próximos dias" aos Estados Unidos para falar com as autoridades sobre as revelações de que três presidentes franceses foram escutados pelos norte-americanos, anunciou esta quarta-feira o governo francês. Os documentos - classificados de secretos e que parecem indicar que os presidentes franceses Jacques Chirac, Nicolas Sarkozy e François Hollande foram espiados entre 2006 e 2012 - foram divulgados pela WikiLeaks em parceria com o jornal francês Liberation e o 'site' Mediapart.

A Casa Branca não se pronunciou sobre o passado, mas disse não ter atualmente como alvo as comunicações de Hollande, nem pretender ter no futuro.
Barack Obama Presidente Estados Unidos François Hollande França América espiar aliados
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)