Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Amnistia retira prémio a Aung San Suu Kyi de Embaixadora da Consciência

Líder de Myanmar viu ser-lhe retirada a mais alta distinção por "trair valores".
12 de Novembro de 2018 às 18:04
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi
Aung San Suu Kyi, líder de Myanmar, viu ser-lhe retirado o prémio de Embaixadora da Consciência, a mais alta distinção da Amnistia Internacional, atribuída em 2009, por trair valores.

Segundo avança a organização esta segunda-feira, a Amnistia Internacional diz estar "profundamente consternada" por já não ser um símbolo de esperança, coragem e defesa eterna dos direitos humanos. 

A Aministia referiu ainda, em comunicado, a "vergonhosa traição" de Aung San Suu Kyi que não pode justificar a conservação do prémio. 

A notícia foi dada a Aung San Suu Kyi pelo secretário geral, Kumi Naidoo, que escreveu à líder birmanesa o prémio Nobel da Paz de 1991 com "grande tristeza". 
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)