Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Amor fatal em Teerão

Dois namorados foram levados ao suicídio pelo regime teocrático do Irão, numa tragédia que está a ser comparada à história de Romeu e Julieta.
2 de Outubro de 2011 às 01:00
Nahal e Behnam foram presos por serem amigos de activista
Nahal e Behnam foram presos por serem amigos de activista FOTO: direitos reservados

O único crime de Nahal Sahabi, de 28 anos, e Behnam Ganji, de 22, foi serem amigos de um opositor do regime. Behnam foi detido a 22 de Julho a par do colega de casa, o activista Koohyar Goudarzi, de 26 anos. Libertado após oito dias na prisão de Evin, Teerão, Behnam revelou sinais de depressão. Amigos afirmam que foi torturado e violado por guardas, e nunca mais foi o mesmo. A 1 de Setembro, Behnam matou-se com uma overdose de medicamentos.

A namorada, Nahal, passou três dias presa. Terá sido ameaçada e tinha receio de ser violada. Ao saber da morte do namorado entrou em desespero. Na quinta-feira, imitou-o e suicidou-se.

teerão irão romeu e julieta amor
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)