Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Andy Murray apela ao 'sim' no Twitter

Tenista afirmou que, em caso de vitória do 'sim', representará a Escócia nas competições desportivas.
18 de Setembro de 2014 às 10:12
Apesar do apelo ao voto, Murray não vai poder porque não reside na Escócia
Apesar do apelo ao voto, Murray não vai poder porque não reside na Escócia FOTO: Billie Weiss/Reuters

O tenista escocês Andy Murray, vencedor de Wimbledon em 2013, declarou esta quinta-feira o seu apoio ao 'sim' no referendo à independência da Escócia, na sua conta oficial no Twitter.

"Hoje é um grande dia para a Escócia! A negatividade da campanha do 'não' mudou totalmente a minha visão. Estou ansioso por ver os resultados. Vamos fazê-lo!", lê-se no Twitter do tenista, que se tinha mantido à margem da campanha até poucos momentos antes da abertura das urnas na Escócia.

Apesar deste apelo ao voto no 'sim', Murray não vai poder votar no referendo, porque não reside na Escócia.

Em agosto, Murray afirmou que, em caso de vitória do 'sim', iria representar a Escócia nas competições desportivas.

Andy Murray Escócia referendo
Ver comentários