Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Tribunal Constitucional de Angola nega recurso da CASA-CE sobre eleições

Partido da Oposição queria anular eleição que o MPLA venceu com 61% dos votos.
Lusa 13 de Setembro de 2017 às 12:29
Abel Chivukuvuku, líder do partido angolano CASA/CE
Abel Chivukuvuku, líder do partido angolada CASA/CE
Apoiantes do partido angolano CASA/CE em campanha
Apoiantes do partido angolano CASA/CE em campanha
Abel Chivukuvuku, líder do partido angolano CASA/CE
Abel Chivukuvuku, líder do partido angolada CASA/CE
Apoiantes do partido angolano CASA/CE em campanha
Apoiantes do partido angolano CASA/CE em campanha
Abel Chivukuvuku, líder do partido angolano CASA/CE
Abel Chivukuvuku, líder do partido angolada CASA/CE
Apoiantes do partido angolano CASA/CE em campanha
Apoiantes do partido angolano CASA/CE em campanha

O Tribunal Constitucional chumbou esta quarta-feira o recurso apresentado pela Convergência Ampla de Salvação de Angola - Coligação Eleitoral (CASA-CE), concorrente às eleições gerais de 23 de agosto, para a impugnação dos resultados eleitorais definitivos.

O acórdão do tribunal, divulgado esta quarta-feira, considerou improcedente o requerimento da segunda maior força política angolana, "por não terem sido provadas as alegações da recorrente ou factos e irregularidades da votação atribuídos".

No seu requerimento, a CASA-CE pedia ao tribunal que considerasse nulo o ato de apuramento eleitoral nacional definitivo das eleições gerais, da qual saiu vencedor o partido Movimento Popular de Libertação de Angola (MPLA), com 61,05% dos votos, tendo sido eleito Presidente da República João Lourenço.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)