Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Angolanos estão a combater no Congo

Um funcionário e um oficial paraguaio das forças de paz da ONU revelaram que militares angolanos estão a combater na República Democrática do Congo (RDC), apoiando as tropas governamentais contra os rebeldes. A presença do Exército do país vizinho foi também confirmada pelo líder dos insurrectos, Laurent Nkunda, mas um porta-voz da MONUC (Missão das Nações Unidas na R.D. Congo) desmentiu a informação. Fonte contactada pelo Correio da Manhã em Luanda afirmou que o presidente José Eduardo dos Santos "está à espera que o seu envolvimento seja legitimado pela comunidade internacional".

9 de Novembro de 2008 às 00:30
A ofensiva rebelde e os massacres em aldeias no Congo estão a provocar a fuga de milhares de pessoas
A ofensiva rebelde e os massacres em aldeias no Congo estão a provocar a fuga de milhares de pessoas FOTO: Emmanuel Braun, Reuters

O funcionário da ONU e o oficial paraguaio, que falaram à Associated Press sob condição de anonimato, revelaram que "as tropas angolanas chegaram ao Congo há quatro dias". Por seu turno, Nkunda, em declarações à Agência France Press, foi mais claro: "Há tropas angolanas na região. Todo o mundo já as viu. Todo o mundo já as ouviu. Estão com uniforme da RDC mas falam português. É fácil ouvir as suas comunicações."

Em Nova Iorque, Edmond Mulet, subsecretário-geral da ONU para as operações de manutenção de paz, garantiu também que a informação é falsa.

A fonte contactada pelo CM em Luanda, que solicitou o anonimato, afirmou no entanto que o presidente Dos Santos não quer fazer como há dez anos, quando enviou tropas para o Congo sem mandato internacional. "O presidente quer um aval da comunidade internacional. O presidente Sarkozy, no recente contacto telefónico com o presidente angolano, terá pedido que ordene uma intervenção militar no conflito", concluiu. A confirmar-se, o envolvimento de Angola pode provocar uma escalada do conflito na região, envolvendo o Ruanda, suspeito de apoiar os rebeldes.  

APONTAMENTOS

MAFIOSO DOS MINERAIS

O Movimento de Libertação do Congo diz que o rebelde Nkunda "é um mafioso dos minerais".

GUERRA DIVIDIU O PAÍS

Na guerra de há dez anos, Angola, Uganda e Ruanda intervieram e dividiram o país em três.

Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)