Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Antigo nazi capturado na Argentina

O antigo cabo enfermeiro nazi Paul Schaefer, fundador da seita religiosa Colónia Dignidad, no Chile, acusado de torturas sob o regime de Augusto Pinochet e condenado à revelia por abusos sexuais a menores, foi caputurado na Argentina. Estava em fuga desde 1996.
11 de Março de 2005 às 10:21
Schaefer foi um dos muitos oficiais do antigo regime nazi alemão que 'fugiram' para a América do Sul depois da II Guerra Mundial. O antigo cabo enfermeiro instalou-se no Chile em 1961 e fundou aí a seita religiosa Colónia Dignidad, perto de Parral, a 350 quilómetros de Santiago do Chile.
Em 1996, Schaefer passou à cladestinidade e desapareceu por completo do 'radar' das autoridades chilenas. O alemão foi envolvido numa ivestigação ao desaparecimento, em 1974, de um militante da Esquerda Revolucionária chilena e foi acusado de ter violado dezenas de filhos de camponeses nas cercanias da zona onde estava instalada a sua Colónia Dignidad. Nesse mesmo ano, Schaefer foi julgado e condenado à revelia por práticas pedófilas.
Ontem à tarde, Paul Schaefer foi capturado em Mercedes, localidade a cerca de 120 quilómetros de Buenos Aires, na Argentina, na sequência de uma operação desenvolvida pelas autoridades policiais chilenas, argentinas e também pela Interpol. O antigo cabo nazi estava escondido numa pequena propriedade e foi capturado juntamente com os elementos da equipa de segurança que o rodeava, composta por três homens e três mulheres.
As autoridades chilenas já anunciaram que vão solicitar - "nos próximos dias" - a extradição de Schaefer, com base num mandado internacional de captura emitido pelo Tribunal da Relação de Santiago do Chile. Esta detenção aconteceu poucos dias antes de o presidente da Argentina efectuar uma visita de Estado ao Chile.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)