Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Apoiantes do ex-presidente egípcio condenados a seis anos de prisão

Foram acusados de atos de violência num protesto não autorizado.
31 de Março de 2014 às 15:16

Trinta e três apoiantes do presidente deposto Mohamed Morsi foram, esta segunda-feira, condenados a seis anos de prisão.

Considerados como membros da Irmandade Muçulmana, a confraria do antigo chefe de Estado, foram acusados de atos de violência durante confrontos entre manifestantes islamitas e opositores de Morsi, na cidade egípcia de Alexandria, em dezembro do ano passado.

O tribunal criminal de Alexandria referiu que os indiciados atacaram as forças de segurança, promoveram atos de violência, integraram uma organização ilegalizada e participaram num protesto não autorizado. O tribunal também ordenou que cada um dos acusados pagasse uma multa de cerca de 5.200 euros, num veredicto ainda passível de recurso.

egito morsi prisão alexandria apoiantes
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)