Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

ARAFAT ENTROU EM COMA MAIS PROFUNDO

O estado de saúde de Yasser Arafat agravou-se consideravelmente nas últimas horas. Segundo informação divulgada esta manhã pelo Hospital Militar de Bercy, o presidente palestiniano entrou, esta última madrugada, num coma ainda mais profundo.
9 de Novembro de 2004 às 15:28
Yasser Arafat terá sofrido uma hemorragia cerebral esta manhã, entrando em coma mais profundo
Yasser Arafat terá sofrido uma hemorragia cerebral esta manhã, entrando em coma mais profundo FOTO: d.r.
“O estado de saúde do Presidente Arafat agravou-se durante a noite. O estado comatoso que levou à sua entrada nos cuidados intensivos é mais profundo esta manhã”, revelou o doutor Christian Estripeau aos jornalistas, adiantando que esta situação marca uma evolução significativa cujo prognóstico é reservado. A edição electrónica do jornal francês "Le Monde" adiantou que Arafat terá sofrido uma hemorragia cerebral esta manhã.
A notícia sobre o agravamento do estado de saúde de Arafat ocorre numa altura em que está em Paris uma delegação de dirigentes palestinianos para se inteirarem da situação do presidente palestiniano.
A deslocação à capital francesa do primeiro-ministro Ahmed Qorei, do ministro dos Negócios Estrangeiros, Nabil Shaath, do secretário-geral da Organização para a Libertação da Palestina, Mahmoud Abbas, e do presidente do Parlamento palestiniano, Rawhi Fattouh, contou com a oposição da mulher de Arafat, Suha Arafat, que acusa os dirigentes palestinianos de quererem enterrar o marido ainda vivo. Os dirigentes exigem um pedido de desculpas e contrapõem que Suha Arafat está a querer monopolizar a informação sobre o estado de sáude do marido com o objectivo de retirar vantagens pessoais.
Qorei, Abbas e Fattouh são os sucessores de Arafat na liderança palestiniana. Os três - e também o chefe da diplomacia - foram esta manhã recebidos pelo ministro francês dos Negócios Estrangeiros. Depois estiveram junto à cabeceira de Arafat e conversaram durante uma hora com os médicos que acompanham o presidente palestiniano. Os médicos terão tranquilizado os dirigentes palestinianos quanto à hipótese de envenenamento, uma vez que todos os testes para apurar essa causa deram negativo.
Esta tarde, depois de serem recebidos pelo presidente da França, os dirigentes palestinianos dão uma conferência de Imprensa, por volta das 17h00, aguardada agora com expectativas redobradas devido a rumores de que as máquinas terão sido desligadas e Arafat já estará morto.
A Rádio Israel e fontes políticas palestinianas anunciaram esta tarde a morte de Yasser Arafat, mas o corpo clínico do Hopsital Militar Percy, onde o presidente palestiniano está internado desde o passado dia 29, desmentiram a informação, garantindo que Arafat ainda estava ligado a máquinas que o mantêm vivo.
Uma fonte palestiniana disse que Arafat morreu esta manhã e que é apenas aguardada a chegada a Percy do clérgio muçulmano Sheikh Tayseer al-Tamimi, que estará já em deslocação desde a Cisjordânia para autorizar que as máquinas sejam desligadas e dar a última benção a Arafat. Recorde-se que, ao abrigo da tradição islâmica, Arafat tem de ser sepultado num prazo de 24 horas após a declaração do óbito. Os preparativos do funeral (que alegadamente terá lugar na Muqata, complexo presidencial em Gaza onde Arafat esteve circunscrito pelos israelitas nos últimos dois anos e meio) podem estar a adiar o anúncio, que alguns apontam como provável ainda esta noite ou amanhã de manhã.
Não deve ser alheio a esta situação o telefonema que o presidente francês, Jacques Chirac, fez hoje ao seu homólogo norte-americano, George W. Bush. Os dois líderes falaram durante 20 minutos, o que talvez seja tempo de mais para uma mensagem (atrasada) de felicitações pela vitória eleitoral nos EUA dada por um líder europeu frontalmente oposto às políticas de Bush. Foi essa a justificação oficial. Mas se Arafat foi tema de conversa, como será de esperar, então percebe-se a duração e sai dela reforçada a tese de que o presidente palestiniano morreu... ou será declarado morto nas próximas horas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)