Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Argentina vota hoje nas segundas primárias

Maioria da população desconhece para que serve exatamente a votação.
11 de Agosto de 2013 às 12:32

Os eleitores da Argentina vão ter que ir neste domingo às urnas em todo o país, na segunda edição do processo de primárias, que mais de 60% da população, de acordo com sondagens, ainda desconhece exatamente para que servem.

Criadas em 2009 para forçarem uma maior participação popular nas decisões do país, as primárias realizaram-se pela primeira vez em 2011 e têm em vista que sejam os eleitores, e não os partidos, a decidirem quais os candidatos que efetivamente disputarão as legislativas no dia 27 de Outubro, quando metade da Câmara dos Deputados e um terço do Senado estarão em disputa.

Na prática, é algo que na verdade não funciona, pois, para evitar que da votação popular saiam candidatos incómodos ou pouco afinados com as lideranças, a maior parte dos partidos políticos fintou a lei das primárias indicando não vários candidatos para a escolha dos eleitores mas sim uma lista única.

Ou seja, a votação de hoje na verdade não vai permitir escolha alguma. Vai, isso sim, dar um retrato do peso de governamentais e oposicionistas, funcionando como um termómetro da situação político-partidária atual da Argentina, onde a presidente Cristina Kirchner tem perdido terreno devido à radicalização que impôs ao seu governo e à crescente crise económica.

eleição votação argentina primárias
Ver comentários