Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Arrastado até à morte

Um taxista moçambicano morreu depois de polícias sul-africanos o terem algemado na parte traseira de uma viatura policial e arrastado ao longo de cerca de 400 metros numa estrada alcatroada.

1 de Março de 2013 às 01:00

Imagens do violento homicídio, que correram Mundo, mostram Mido Macia, de 27 anos, a ser detido, na passada quinta--feira, na sequência de uma discussão sobre estacionamento numa praça de táxis em Daveyton, na província de Gauteng, no Centro do país. Depois de ter oferecido resistência para entrar no carro da polícia, os agentes algemaram-no à parte traseira do veículo que, de seguida, arrancou.

A polícia sul-africana, que investiga o caso, justificou a detenção com o facto de Macia ter tirado a arma de fogo a um dos agentes. A autópsia revelou que Mido Macia morreu na sequência de ferimentos na cabeça, que lhe provocaram hemorragias internas. O embaixador moçambicano na África do Sul, Fernando Fazenda, já reagiu ao homicídio do taxista, mostrando-se "horrorizado".

áfrica do sul taxista homicidio moçambicano mido macia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)