Assange expulso de embaixada por denunciar escândalo

Site ‘Ina Papers’ divulgou em fevereiro alegado esquema de corrupção ligado ao presidente Lenin Moreno.
Por Ricardo Ramos|15.04.19
Os problemas de higiene de Julian Assange não terão sido o principal motivo que levou o Equador a retirar o asilo ao fundador do WikiLeaks e a expulsá-lo da sua embaixada em Londres, onde estava refugiado desde 2012.

Em causa estará, antes, a divulgação de centenas de documentos que denunciam um alegado escândalo financeiro envolvendo o presidente equatoriano Lenin Moreno.

O chamado caso ‘Ina Papers’ rebentou em fevereiro, quando um site com aquele nome denunciou alegadas contas offshore em nome de um irmão do presidente, que seriam usadas para depositar subornos pagos por empresários chineses a troco de contratos públicos no país.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!