Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Assassinado vice-presidente do Banco Central russo

O vice-presidente do Banco Central da Rússia, Andrei Kozlov, foi vítima de um atentado perpetrado na noite passada, tendo sido alvejado a tiro por dois homens armados. Transportado ainda com vida para o hospital, acabou por não resistir aos graves ferimentos sofridos, revelaram esta quinta-feira as autoridades russas.
14 de Setembro de 2006 às 08:58
O atentado ocorreu nos terrenos do clube de futebol do Spartak de Moscovo e os dois agressores dispararam sobre Kozlov e o seu motorista, que teve morte imediata, quando estes deixavam o estádio depois de terem assistido a um jogo de futebol. Ferido na cabeça e no corpo, o vice-presidente do Banco Central da Rússia morreu enquanto era operado.
Kozlov, de 41 anos, era uma figura altamente respeitada, sobretudo pela campanha que movia para combater a lavagem de dinheiro e outras práticas menos claras detectadas no sistema bancário russo, que queria tornar mais transparente e estável. As autoridades acreditam que a morte pode estar ligada às suas responsabilidades.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)