Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Astronautas regressam da Estação Espacial Internacional

Regresso de missão de 115 dias no laboratório espacial.
30 de Outubro de 2016 às 08:05
O astronauta japonês Takuya Onishi
Kate Rubins numa imagem disponibilizada pela NASA na Estação Espacial
O astronauta russo Anatoly Ivanishin
A cientista norte-americana Kate Rubins
Astronautas regressaram no veículo modificado Soyuz MS-01
Astronautas regressaram no veículo modificado Soyuz MS-01
A cientista norte-americana Kate Rubins
O astronauta russo Anatoly Ivanishin
O astronauta japonês Takuya Onishi
Aterragem da cápsula
O trio aterrou a sudeste da cidade de Zhezkazgan
A cientista norte-americana Kate Rubins
astronautas, espaço, estação espacial, universo, cazaquistão
Aterragem da cápsula
O astronauta japonês Takuya Onishi
Kate Rubins numa imagem disponibilizada pela NASA na Estação Espacial
O astronauta russo Anatoly Ivanishin
A cientista norte-americana Kate Rubins
Astronautas regressaram no veículo modificado Soyuz MS-01
Astronautas regressaram no veículo modificado Soyuz MS-01
A cientista norte-americana Kate Rubins
O astronauta russo Anatoly Ivanishin
O astronauta japonês Takuya Onishi
Aterragem da cápsula
O trio aterrou a sudeste da cidade de Zhezkazgan
A cientista norte-americana Kate Rubins
astronautas, espaço, estação espacial, universo, cazaquistão
Aterragem da cápsula
O astronauta japonês Takuya Onishi
Kate Rubins numa imagem disponibilizada pela NASA na Estação Espacial
O astronauta russo Anatoly Ivanishin
A cientista norte-americana Kate Rubins
Astronautas regressaram no veículo modificado Soyuz MS-01
Astronautas regressaram no veículo modificado Soyuz MS-01
A cientista norte-americana Kate Rubins
O astronauta russo Anatoly Ivanishin
O astronauta japonês Takuya Onishi
Aterragem da cápsula
O trio aterrou a sudeste da cidade de Zhezkazgan
A cientista norte-americana Kate Rubins
astronautas, espaço, estação espacial, universo, cazaquistão
Aterragem da cápsula
Três astronautas, incluindo a norte-americana Kate Rubins, a primeira pessoa a sequenciar ADN no espaço, chegaram hoje ao Cazaquistão depois de 115 dias na Estação Espacial Internacional.

O controlador russo da missão confirmou a aterragem de Rubins, da NASA, de Anatoly Ivanishin, da Roscosmos, e de Takuya Onishi, da Agência de Exploração Aeroespacial do Japão.

O trio aterrou a sudeste da cidade de Zhezkazgan, após a missão de 115 dias no laboratório espacial.

Os biólogos moleculares Rubins e Onishi regressaram, assim, da sua primeira missão ao espaço, enquanto o comandante Ivanishin repetiu a experiência de há cinco anos, que durou, na altura, cinco meses.

A chegada do trio à Estação Espacial Internacional foi adiada por duas semanas, já que as autoridades russas realizaram mais testes ao software do veículo modificado Soyuz MS-01.

A participação de Rubins na missão gerou particular entusiasmo depois de a NASA anunciar planos para a cientista sequenciar ADN a bordo da Estação Espacial Internacional, uma estreia mundial.

Em agosto, Rubins sequenciou amostras de ADN de ratos, vírus e bactéria, usando o sistema MinION, ao mesmo tempo que investigadores na Terra sequenciavam, simultaneamente, amostras idênticas.

Segundo a NASA, a investigação pode ajudar a identificar micróbios potencialmente perigosos a bordo da Estação Espacial Internacional e diagnosticar doenças no espaço.

Rubins foi também a primeira mulher abordo da Estação Espacial Internacional desde que a italiana Samantha Cristoforetti regressou à Terra, com o recorde da mais longa viagem espacial feita por uma mulher (199 dias), em junho do ano passado.

O laboratório da Estação Espacial Internacional orbita a terra a cerca de 28 mil quilómetros por hora desde 1998.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)