Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Ataque aéreo israelita destrói estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza

Estação deixou de emitir após o bombardeamento.
Lusa 12 de Novembro de 2018 às 21:13
Ataque aéreo israelita destrói estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza
Ataque aéreo israelita destrói estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza
Ataque aéreo israelita destrói estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza
Ataque aéreo israelita destrói estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza
Ataque aéreo israelita destrói estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza
Ataque aéreo israelita destrói estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza
Ataque aéreo israelita destrói estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza
Ataque aéreo israelita destrói estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza
Ataque aéreo israelita destrói estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza
Um ataque aéreo israelita atingiu esta segunda-feira a Al-Aqsa, a estação televisiva do Hamas na Faixa de Gaza, que deixou de emitir após o bombardeamento, referiram testemunhas locais.

Minutos antes, a estação tinha interrompido a sua programação e exibia uma imagem fixa do seu logótipo após o edifício ter sido atingido por um míssil de aviso.

Pouco depois, três grandes explosões foram escutadas e o ecrã ficou negro.

Testemunhas citadas pela agência noticiosa Associated Press (AP) referiram que as detonações destruíram totalmente o edifício, enquanto as explosões iluminavam o céu noturno.

Os trabalhadores tinham evacuado o edifício após os disparos de aviso. Ainda não estava confirmado se existiam baixas entre os trabalhadores da estação.

O movimento radical palestiniano Hamas, que controla a Faixa de Gaza, reivindicou esta segunda-feira os disparos de "dezenas de 'rockets'" contra Israel, afirmando num comunicado que respondia à morte de sete dos seus combatentes no domingo num confronto com o exército israelita.

Além dos sete palestinianos, um oficial do exército israelita morreu durante o que terá sido uma operação das forças especiais de Israel no enclave.

Na Faixa de Gaza já morreram esta segunda-feira pelo menos três palestinianos, segundo o Ministério da Saúde no território, nos bombardeamentos israelitas de represália após os disparos de 'rockets' a partir do enclave. Há ainda o relato de diversos feridos.

O primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, convocou uma reunião de emergência dos responsáveis pela segurança para discutir a escalada de violência em Gaza.

A tensão entre Israel e o Hamas subiu nos últimos meses devido aos protestos organizados desde o final de março no enclave no âmbito da 'marcha do retorno', contra o bloqueio israelita e para exigir o regresso dos refugiados palestinianos que fugiram ou foram expulsos aquando da criação do Estado hebreu em 1948.

Pelo menos 230 palestinianos foram mortos a tiro pelos soldados israelitas desde essa data.

Nas últimas semanas a tensão parecia ter diminuído, enquanto o Egito e a ONU mediavam um acordo de cessar-fogo entre Israel e as milícias palestinianas.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)