Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

ATAQUES IMINENTES NA ARÁBIA SAUDITA

Informações “credíveis” sobre a iminência de grandes atentados terroristas na Arábia Saudita levou a que os EUA, o Reino Unido e a Alemanha decidissem encerrar as suas embaixadas e consulados naquele país do Golfo, que aumentou o seu nível de alerta para máximo.
21 de Maio de 2003 às 00:00
“A embaixada continua a receber informações credíveis de que estão a ser planeados ataques terroristas contra alvos não especificados na Arábia Saudita (...) Em resposta às informações de possíveis ataques iminentes, a embaixada e os consulados de Jeddah e Dhahran serão encerrados a 21 de Maio”, comunicou a embaixada norte-americana, acrescentando que as missões não serão reabertas antes do dia 25.
A medida foi adoptada no mesmo dia em que três alegados membros da al-Qaeda foram detidos em Jeddah, onde se localiza um dos consulados dos EUA. Um dia antes, o embaixador saudita em Washington, o príncipe Bandar bin Sultan, afirmou que os terroristas que organizaram o ataque em Riade, no qual morreram 34 pessoas a 12 de Maio, poderão estar a planear uma operação de maiores dimensões. Por precaução, Reino Unido e Alemanha também fecharam as suas missões diplomáticas.
TAMBÉM NOS EUA E NA EUROPA
Segundo os Serviços Secretos norte-americanos, pode também estar iminente um grande ataque nos EUA. Nos últimos dias, as autoridades sauditas e norte-americanas captaram “conversas em chats” da Internet, entre alegados grupos terroristas, pelo que as ameaças de futuros ataques são “muito sérias”. Por tal, os EUA aumentaram, entretanto, o nível de alerta terrorista para amarelo (elevado).
Na Arábia Saudita, o alerta é um dos mais elevados de sempre e as autoridades estão a desenvolver todas as medidas preventivas, para evitar ataques semelhantes ao perpetrado na capital saudita, Riade. Várias razões estão por trás desta preocupação, nomeadamente a existência de mais células terroristas no país do que aquelas que as autoridades inicialmente suspeitavam, de alguns terroristas terem sobrevivido ao atentado da semana passada e ainda porque os organizadores – que os EUA acreditam ser da rede terrorista de Osama bin Laden, al-Qaeda –, poderem estar na Arábia Saudita.
Por sua vez, na Europa, as autoridades já alertaram para o facto de células terroristas supostamente ‘adormecidas’ poderem atacar a qualquer momento.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)