Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Ataques sexuais na Índia 'afugentam' turistas

O número de turistas estrangeiras da Índia caiu 35% nos últimos três meses, após uma onda de ataques sexuais que fizeram manchetes em todo o mundo, indica um inquérito divulgado esta segunda-feira.
1 de Abril de 2013 às 09:45

Dados da Associação das Câmaras de Comércio e Indústria da Índia (ASSOCHAM) revelam que o número global de entradas caiu 25% em termos anuais, com os turistas a optarem por outros destinos na Ásia, como Malásia ou Tailândia.

A violação coletiva, em dezembro, de uma estudante indiana de 23 anos no interior de um autocarro em Nova Deli, que acabaria por resultar na morte da jovem, desencadeou uma onda de indignação relativamente à forma como são tratadas as mulheres no país e desde então têm vindo a público outros ataques.

No mês passado, uma cidadã suíça foi vítima de uma violação coletiva em Madhya Pradesh, estado onde, em janeiro, uma turista sul-coreana foi violada pelo filho do proprietário do hotel onde se encontrava hospedada.

Estes casos "levantaram preocupações relativamente à segurança das mulheres que viajam para o país", afirmou D.S. Rawat, secretário-geral da ASSOCHAM, a qual entrevistou 1.200 operadores turísticos de diferentes cidades, em declarações citadas pela AFP.

Os números contradizem, pelo menos em parte, as estimativas mensais compiladas pelo Ministério do Turismo indiano, dado que estes apontavam para um aumento do número de turistas estrangeiros no início de 2013. No entanto, as informações relativas a março não foram ainda divulgadas.

índia turismo ataques violações ataques sexuais turistas
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)