Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Ataques testam esperança

Soldados israelitas mataram a tiro um palestiniano que os tentou atacar com uma faca junto do Túmulo dos Patriarcas, em Hebron, no território autónomo da Cisjordânia, e militantes palestinianos dispararam uma salva de morteiros contra um posto militar israelita no território autónomo da Faixa de Gaza. Os ataques desta segunda-feira fragilizam o cessar-fogo anunciado por israelitas e palestinianos no passado dia 8.
14 de Fevereiro de 2005 às 11:54
Os grupos radicais palestinianos aceitaram apenas tréguas tácitas mas, depois de terem diminuído a esperança com uma primeira e intensa salvade morteiros, prometeram não lançar mais ataques sem consultar primeiro o presidente palestiniano, Mahmoud Abbas. A morte de um palestiniano em Hebron, esta segunda-feira, vai ser o primeiro teste a essa promessa.
De acordo com fontes militares israelitas, um palestiniano aproximou-se de forma suspeita de uma patrulha militar que passava perto do Túmulo dos Patriarcas, local sagrado para judeus e muçulmanos. "Ele tentou esfaquear um soldado e este disparou em legítima defesa. O atacante está morto", concluiu o porta-voz militar israelita.
Em Gaza, uma salva de morteiros atingiu o perímetro de um posto militar israelita, sem causar vítimas. O ataque quebrou um período de calma que prevalecia desde a passada quinta-feira, dia em que militantes do Hamas bombardearam diversos alvos israelitas com dezenas de foguetes e granadas de morteiro.
Abbas reagiu ao incidente da semana passada despedindo nove comandantes das forças de segurança palestinianas e conseguiu da parte dos militantes a promessa de que falariam com ele antes de lançar qualquer outro ataque. Essa promessa parece estar quebrada. Mas os israelitas mantêm a promessa de libertar 500 prisioneiros palestinianos, o que constituirá um importante trunfo para Abbas nas suas negociações com os militantes.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)