Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Ataques no Burundi causaram 87 mortos

Tiroteios em acampamentos militares.
12 de Dezembro de 2015 às 18:22
Algumas das vítimas tinham os braços amarrados atrás das costas
Algumas das vítimas tinham os braços amarrados atrás das costas FOTO: Jean Pierre Aime Harerimana/Reuters

O Exército do Burundi anunciou este sábado que resultaram 87 mortos - 79 rebeldes e oito elementos das forças de segurança - dos ataques registados na sexta-feira a três acampamentos militares naquele país africano.

"O balanço final dos ataques de ontem [sábado] é de 79 inimigos mortos, 45 prisioneiros e 97 armas apreendidas. Do nosso lado, oito soldados e policiais foram mortos e 21 ficaram feridos", disse à AFP o coronel Gaspard Baratuza, porta-voz do Exército.

Um primeiro balanço dos ataques deu como mortos 12 rebeldes e 21 capturados, este sábado de manhã os habitantes de  Bujumbura encontraram 40 corpos nas ruas em bairros relacionados com opositores ao Presidente Pierre Nkurunziza, noticiou a agência noticiosa francesa.

Em vários bairros da capital do Burundi, os habitantes acusaram as forças da ordem de terem detido na sexta-feira todos os jovens que encontraram e os terem executado deliberadamente, várias horas depois dos ataques, noticia AFP.

Segundo a agência, que cita testemunhas contactadas telefonicamente a partir de Nairobi, algumas das vítimas tinham os braços amarrados atrás das costas e outras foram baleadas à queima-roupa. O coronel Baratuza recusou a comentar sobre os combates e as circunstâncias em que as vítimas haviam morrido.

Exército do Burundi crime lei e justiça morte distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários