Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

ATENTADO EM BALI: MAIS UM SUSPEITO DETIDO

A Polícia indonésia deteve um indivíduo que poderá ter fornecido uma tonelada de clorato de potássio e nitrato de amónia para o fabrico das bombas usadas no atentado de Bali, que mataram mais de 190 pessoas, a 12 de Outubro.
11 de Novembro de 2002 às 00:05
O suspeito, que se encontra detido para interrogatório e não foi identificado, poderá ficar preso durante 30 dias, de acordo com um porta-voz da Polícia australiana.
Por sua vez, em resultado do interrogatório ao suspeito número um do atentado de Bali, Amrozi, as autoridades indonésias procuram pelo menos 10 indivíduos suspeitos de envolvimento neste atentado.

Amrozi, que foi detido na semana passada, terá fornecido à Polícia vários nomes de pessoas também relacionadas com o ataque, incluindo o dos seus próprios irmãos, amigos e colegas, segundo adiantaram ontem fontes policiais.

Ainda em sequência deste interrogatório, os investigadores indonésios revelaram ter identificado cinco lugares "no mundo" onde foi planeado o atentado de Bali. "Estamos a verificar cuidadosamente cinco locais onde, entre outras coisas, eles prepararam o atentado, montaram a bomba e onde se reuniram depois", declarou o porta-voz da Polícia, Edward Aritonang, acrescentando que Amrozi admitiu ter ido à Malásia, a Singapura e à Tailândia.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)