Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Ativista pendura-se na Torre Eiffel

Membro da Greenpeace exige a libertação de 30 ativistas detidos na Rússia por protestarem contra a instalação de plataforma petrolífera 
26 de Outubro de 2013 às 12:00
Activista desfraldou faixa em que se lê "Libertem os 30 do Ártico"
Activista desfraldou faixa em que se lê 'Libertem os 30 do Ártico' FOTO: Reuters

Um ativista da Greenpeace pendurou-se hoje na Torre Eiffel, em Paris, exigindo a libertação de 30 pessoas que foram detidas na Rússia há cerca de um mês. As detenções aconteceram durante um protesto contra as perfurações para extração de petróleo no Ártico.

O homem ficou pendurado numa plataforma com uma tenda e desfraldou uma grande faixa onde se lê a frase “Free the Artic 30” (Libertem os 30 do Ártico).

Em Setembro, 28 ativistas da Greenpeace e dois jornalistas foram detidos quando tentavam escalar uma plataforma da empresa Gazprom ao largo da costa norte da Rússia, a primeira a entrar em funcionamento no Ártico. As acusações iniciais de pirataria foram substituídas na última quarta-feira por acusações de vandalismo, mas, ainda assim, os 30 detidos arriscam-se a uma pena que pode chegar aos 7 anos de prisão

Cyrille Cormier, membro da organização ecologista explicou que o protesto em Paris serve para “pedir ao governo francês para fazer tudo o que estiver no seu poder para conseguir a libertação dos 28 ativistas e dois jornalistas, que estão presos na Rússia há 38 dias”.

O grupo apela à ação do primeiro-ministro francês Jean-Marc Ayrault, que vai encontra-se com o presidente russo Vladimir Putin na próxima semana. O protesto incluiu uma campanha de cartazes no metro parisiense, que mostram os barcos insufláveis da Greenpeace junto à plataforma russa.

Paris Torre Eiffel Greenpeace protesto Ártico Rússia detidos
Ver comentários