Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

ATROPELOU E LANÇOU CORPO AO LAGO

A pequena Jeanne-Marie, de 11 anos, que desapareceu na semana passada na pequena localidade francesa de Rhinau, terá sido atropelada por um motorista bêbedo, o qual, em pânico, terá atirado o corpo da menina a um lago. O motorista já confessou o crime, e as autoridades francesas procuravam ontem encontrar o corpo da criança.
24 de Junho de 2004 às 00:00
Jeanne-Marie saiu de casa na passada sexta-feira com a sua bicicleta, e nunca mais foi vista. Os pais deram o alerta ao fim da tarde, e a bicicleta acabou por ser encontrada num descampado junto a um pavilhão desportivo nas imediação da sua casa. Da pequena Jeanne-Marie, nem sinal. Dezenas de populares e mais de uma centena de polícias realizaram buscas durante todo o fim-de-semana, mas sem resultados.
No domingo, as autoridades admitiam que a pequena podia ter sido sequestrada, mas uma denúncia anónima acabou por conduzir as autoridades a um grupo de indivíduos sem residência fixa. Depois de várias horas de interrogatórios, um dos homens acabou por confessar ter atropelado a menina.
Segundo o assassino, que não foi identificado, Jeanne-Marie terá tido morte imediata e, em pânico, os ocupantes da viatura – quatro homens e duas mulheres – decidiram lançar o corpo a um lago a cerca de vinte quilómetros de distância.
Segundo o jornal Le Parisien, que cita fontes policiais, o condutor entrou em pânico porque não tinha carta de condução, estava alcoolizado e conduzia uma viatura roubada.
Mergulhadores da Polícia tentavam ontem encontrar o corpo da pequena Jeanne-Marie no lago.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)