Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
8

Aumenta para 38 o número de mortos em fogo

Tragédia em discoteca de Bucareste.
7 de Novembro de 2015 às 13:31

Mais de uma centena de pessoas continuam hospitalizadas
Mais de uma centena de pessoas continuam hospitalizadas FOTO: EPA

Seis vítimas do incêndio numa discoteca em Bucareste, na semana passada, não resistiram aos ferimentos elevando para 38 o número de mortos da tragédia, anunciou este sábado o ministro romeno do Interior, Raed Arafat.


Dois deles, um romeno e uma italiana, morreram na altura em que eram transferidos para um hospital de Roterdão, na Holanda, e os restantes quatro morreram em Bucareste.


Mais de uma centena de pessoas continuam hospitalizadas, entre as quais 48 em estado considerado grave, adiantou o ministro romeno.

Engenho pirotécnico
Um engenho pirotécnico provocou o incêndio, no dia 30 de outubro, durante um concerto de rock no Club Colectiv, situado numa antiga fábrica de sapatos do tempo da época comunista.


Segundo as primeiras investigações, o local revestido com materiais de insonorização altamente inflamáveis, não tinha saídas de emergência.


Os três proprietários do clube noturno, acusados de homicídio involuntário, foram detidos na terça-feira depois de ter sido confirmado que não dispunham das autorizações necessárias para a realização de concertos e espetáculos pirotécnicos.

Bucareste discoteca incêndio
Ver comentários