Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Austrália lança filme para desencorajar migrantes

Película exibida no Afeganistão, Irão, Paquistão e Iraque.
José Carlos Marques 29 de Março de 2016 às 15:32
Filme The Journey narra a epopeia trágica dos emigrantes que querem chegar à Austrália de barco
Filme The Journey narra a epopeia trágica dos emigrantes que querem chegar à Austrália de barco FOTO: D.R.

No Médio Oriente existe uma falsa perceção de que os emigrantes que chegam à Austrália são recebidos com toda a facilidade. Acredita-se que há emprego garantido e uma vida próspera para todos os migrantes. Uma crença que, dizem as autoridades de imigração da Austrália, tem levado centenas de pessoas a tentar chegar ao continente em barcos atolados de gente, sem as mínimas condições de segurança.



Para tentar desencorajar os que sonham com uma vida feliz na Austrália, os serviços de emigração do país investiram 4 milhões de euros na produção de uma longa metragem que retrata a infeliz epopeia de um grupo de homens mulheres e crianças do Afeganistão que parte em busca do sonho australiano. Falado em árabe, pashto, dari, urdu e farsi (línguas comuns a vários países do Médio-Oriente), o filme está a ser divulgado no Afeganistão, Irão, Paquistão e Iraque.

A longa-metragem tem 90 minutos e (aviso de spoiler) tem um final muito infeliz. Dezenas de migrantes que seguem a bordo de um barco de madeira acabam naufragados no meio do Oceano Índico. The Journey (A Jornada) já foi exibido em dois canais da televisão afegã, e o jornal The Guardian regista as reações: "Foi difícil de ver. Deixou-me perturbada. Sei que são atores, mas estas coisas acontecem mesmo aos afegãos" contou ao jornal britânico Ali Reza, de 18 anos. Filmado em três países, o filme conta com um elenco de atores de 13 nacionalidades.

O site The Age cita um porta-voz do departamento de imigração da Austrália, que explica o porquê da iniciativa: "Uma pesquisa independente nestes países revelou que existiam falsas perceções e rumores acerca da política de imigração da Austrália. Havia a perceção de que a Austrália é um país preferido para aqueles que desejam viajar ilegalmente de barco".

A produtora do filme (Put It Out There) é bem explícita na explicação da obra: "Este filme pretende educar e informar as audiências acerca da futilidade de investir em traficantes de pessoas, dos perigos da viagem e das políticas duras que os aguardam se chegarem a águas australianas".

O filme não vai ter versão em inglês e está a gerar polémica na Austrália por o governo usar dinheiros públicos para financiar uma obra que muitos acusam de ser "pura propaganda".

Austrália filme migrantes journey afeganistão irão iraque paquistão governo imigração barcos índico
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)