Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Autarca de São Paulo internado nos cuidados intensivos após agravamento de um cancro

Bruno Covas foi levado para o hospital depois de sentir náuseas e mal estar.
Domingos Grilo Serrinha e correspondente no Brasil 4 de Maio de 2021 às 11:27
Bruno Covas
Bruno Covas FOTO: Getty Images

O autarca de São Paulo, Bruno Covas, foi transferido esta segunda-feira para uma UCI, Unidade de Tratamento Intensivo, do Hospital Sírio-Libanês, naquela cidade brasileira, após ter sido constatado um agravamento no seu quadro de saúde. Covas luta desde 2019 contra um cancro e este domingo tinha procurado mais uma vez o hospital depois de sentir náuseas e mal estar.

Exames revelaram que o autarca paulistano estava com um sangramento na região da cárdia, que liga o esófago ao estômago, a mesma região onde há dois anos tinham surgido as primeiras lesões cancerígenas. Esta segunda-feira, devido ao agravamento do quadro clínico do jovem autarca, que tem apenas 41 anos, a equipa médica decidiu transferí-lo para uma UCI e intubá-lo.

Bruno Covas, reeleito em novembro de 2020 para um segundo mandato, que iniciou em Janeiro passado, descobriu o cancro na cárdia por acaso, ao ir em 2019 ao Hospital Sírio-Libanês para ver o que era uma alergia que lhe surgira na pele. No ano passado, fez quatro meses de quimioterapia, radioterapia e imunoterapia, e todos os vestígios do cancro desapareceram.

Este ano, porém, as lesões cancerígenas reapareceram e espalharam-se pelo corpo, atingindo o estômago, o fígado e os ossos. O autarca ficou duas semanas internado em abril fazendo um novo tratamento intensivo, mas foi forçado a voltar ao hospital uma semana após a alta.

Ao contrário do que tinha feito em todos os outros internamentos, Bruno Covas desta feita decidiu licenciar-se do cargo por 30 dias, para poder dedicar-se inteiramente ao tratamento. Ele vai ser substituído pelo vice-Prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes, que já deixou claro que enquanto estiver no cargo vai manter a equipa e a agenda de Covas e seguir o que o autarca tinha decidido.

O jovem autarca é neto do ex-governador de São Paulo Mário Covas, que duas décadas atrás era um dos políticos mais respeitados do Brasil e chegou a disputar as eleições presidenciais. Mário Covas morreu em 2001, no seu segundo mandato como governador, vítima de um cancro contra o qual lutou destemidamente durante anos.

Ver comentários