Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Autores de atentados podem estar "em fuga"

Procurador belga não descarta hipótese.
22 de Março de 2016 às 12:52
Frederic Van Leeuw, procurador belga
Frederic Van Leeuw, procurador belga FOTO: EPA

O procurador federal belga, Frédéric Van Leeuw, admitiu hoje a possibilidade de algum dos autores dos atentados de Bruxelas, que provocaram pelo menos 26 mortos, estar "em fuga".

Em conferência de imprensa, o procurador referiu ainda das duas explosões que ocorreram esta manhã no aeroporto de Zaventem, "uma foi provavelmente desencadeada por um terrorista suicida".

Um porta-voz dos bombeiros de Bruxelas Pierre Meys afirmou terem sido contabilizados "11 mortos" no aeroporto, enquanto a empresa gestora da rede de transportes públicos, Stib, disse na conta na rede social Twitter que o atentado no metro fez pelo menos 15 mortos e 55 feridos.

As forças de segurança precisam de algum tempo para controlar o aeroporto, devido à presença de malas espalhadas por todo o lado.

"É demasiado cedo para dar um número exato de vítimas", disse o procurador, acrescentando que a prioridade é cuidar dos feridos.

A polícia de Zaventem, localidade onde se situa o aeroporto, e a de Hasselt estão a trabalhar em conjunto, sendo necessário "examinar todas as pistas, incluindo as imagens das câmaras de segurança", disse.

"Foram tomadas medidas de segurança. Todo o sistema foi ativado para normalizar a situação e avançar", concluiu o procurador, na conferência de imprensa em que participou também o primeiro-ministro belga, Charles Michel.

O departamento antiterrorista da procuradoria federal nomeou um juiz de instrução especializado em terrorismo para acompanhar a situação, de acordo com um comunicado oficial.

Pelo menos 26 pessoas morreram e 136 ficaram feridas nas explosões de hoje de manhã no aeroporto Zaventem e na estação de metro de Maelbeek, em Bruxelas, segundo um novo balanço provisório das autoridades belgas. Os atentados ainda não foram reivindicados.
Ver comentários
C-Studio