Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Autoridades de saúde proíbem casamento judaico que iria juntar 10 mil convidados em Nova Iorque

Cerimónia estava agendada para esta segunda-feira em Williamsburg, no distrito nova-iorquino de Brooklyn.
Correio da Manhã 18 de Outubro de 2020 às 18:43
Comunidade de judeus ortodoxos em Nova Iorque
Comunidade de judeus ortodoxos em Nova Iorque FOTO: Getty Images
As autoridades de saúde de Nova Iorque proibiram, por causa da covid-19, a celebração de um casamento na tradição dos judeus ortodoxos, previsto para segunda-feira, que poderia juntar até 10 mil convidados.

Tratava-se do casamento do neto de um importante líder hassídico (uma corrente do judaísmo ortodoxo).

De acordo com a CBS, a cerimónia estava agendada para esta segunda-feira em Williamsburg, no distrito nova-iorquino de Brooklyn.

Fontes garantem ao canal de televisão norte-americano que as autoridades estão a tentar fazer com que a comunidade Satmar limite o número de pessoas na cerimónia interna. A grande preocupação é quantos convidados poderão aparecer no exterior.

Durante uma conferência de imprensa este sábado, o governador do estado de Nova Iorque, o democrata Andrew Cuomo, relembrou a população de que "podem casar-se, mas não podem convidar milhares de pessoas para o casamento. O resultado é o mesmo, afinal, e é também mais barato".

O número de convidados da cerimónia superava, em muito, o limite de 50 pessoas destinados a eventos desta natureza, uma medida que pretende evitar a propagação do novo coronavírus numa altura em que os EUA registam mais de oito milhões de infetados.

O governador de Nova Iorque ordenou, na semana passada, o encerramento do comércio não-essencial até ao fim do mês e limitou a 10 pessoas o acesso aos locais de culto nos bairros habitados por judeus ortodoxos.

Mais informação sobre a pandemia no site dedicado ao coronavírus - Mapa da situação em Portugal e no Mundo. - Saiba como colocar e retirar máscara e luvas - Aprenda a fazer a sua máscara em casa - Cuidados a ter quando recebe uma encomenda em casa. - Dúvidas sobre coronavírus respondidas por um médico Em caso de ter sintomas, ligue 808 24 24 24
Ver comentários