Avó do terrorista da Nova Zelândia pede desculpa às famílias das vítimas

Marie Fitzgerald, de 81 anos, falou do passado de Brenton Tarrant.
17.03.19

Marie Fitzgerald, de 81 anos, a avó de Brenton Tarrant, o terrorista que na passada sexta-feira matou 50 pessoas em ataques a duas mesquitas na Nova Zelândia, quebrou o silêncio sobre os massacres perpetrados pelo neto. A mulher pediu desculpa às famílias das vítimas e revelou pormenores do passado do supremacista branco.

Marie está incrédula com os atos de Brenton, de 28 anos. Diz que em criança o neto era "normal" e "feliz". Na adolescência tornou-se fanático por computadores e jogos porque "falar com raparigas era demasiado difícil", revela em entrevista ao canal Nine News Melbourne.

A morte do pai em 2010 com um cancro terá sido um ponto de viragem na vida do supremacista. Embarcou numa viagem pela Europa - com passagem por Portugal - e pela Ásia: "Foi desde que ele viajou que aquele rapaz mudou completamente. Agora estamos devastados", revela Marie.

pub

pub

Ver todos os comentários
Para comentar tem de ser utilizador registado, se já é faça
Caso ainda não o seja, clique no link e registe-se em 30 segundos. Participe, a sua opinião é importante!