Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Barricado entrega-se

O sargento-ajudante que desde a passada sexta-feira se encontrava entrincheirado num depósito de explosivos de Connantray-Vaurefroy, no Noroeste de França, entregou-se ontem, finalmente, às autoridades, depois de ter mantido negociações com agentes de uma força policial de elite.
7 de Dezembro de 2004 às 00:00
Régis Le Tohic, de 47 anos, que recusa passar à reserva já no próximo dia 17, decidira, em desespero de causa, barricar-se no paiol onde trabalhava como forma de protesto, tendo ameaçado fazer ir tudo pelos ares caso não fossem atendidas as suas reinvindicações.
De acordo com o Ministério do Interior gaulês, os agentes do grupo de intervenção destacados para o local conseguiram fazer com que Le Tohic se entregasse, mas nada foi divulgado sobre o eventual acordo com o militar.
Refira-se que os agentes levaram ao local alguns familiares de Tohic – um irmão e duas irmãs –, que chegaram mesmo a falar com ele, depois deste ter ameaçado fazer explodir as 64 toneladas de munições armazenadas no depósito.
O sargento-ajudante, divorciado, é descrito como uma pessoa psicologicamente frágil, que considera que a sua verdadeira família é o Exército, cujas fileiras integra desde 1975. Descontente com a classificação que lhe foi atribuída, que fez com que não fosse promovido, Tohic revoltou-se, já que a subida de posto lhe permitiria prosseguir a carreira até aos 55 anos.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)